quinta-feira, 22 de agosto de 2013

A Chia


Chia é cultivada comercialmente por sua semente, é um alimento rico em ácidos graxos ômega-3, uma vez que as sementes produzem extraível de 25-30% de óleo, incluindo o ácido α-linolênico (ALA). Do total de gordura, a composição do óleo pode ser de 55%  ω-3, 18%  ω-6 ​​, 6%  ω-9, e 10% de gordura saturada .
Sementes de Chia são geralmente pequenas, com um diâmetro de cerca de 1 mm . Elass são multi-coloridas (marrom, cinza, preto e branco).
A chia é tradicionalmente consumido no México, eo sudoeste dos Estados Unidos, mas não é amplamente conhecido na Europa. Chia (ou Chian ou chien) tem sido quase sempre identificado como Salvia hispanica L. Hoje, a chia é cultivada comercialmente no México,Bolívia, Paraguai, Argentina , Equador , Nicarágua , Austrália e Guatemala . Em 2008, a Austrália foi o maior produtor mundial de chia.
A espécie semelhante, Salvia columbariae ou ouro chia, é usado da mesma forma, mas não é cultivada comercialmente para a alimentação. S

Nutrientes e usos alimentares:

De acordo com o USDA, 28 gramas  de sementes de chia contém 9 gramas de gordura , 5 miligramas de sódio , 11 gramas de fibras dietéticas e 4 gramas de proteína . As sementes também tem de 18% da ingestão diária recomendada de cálcio , 27% ​​de fósforo e 30% de manganês. Embora a pesquisa preliminar indica potencial benefícios para a saúde da dieta, este trabalho continua sendo escassos e inconclusivos.
Em 2009, a União Europeia aprovou sementes de chia como um novo alimento , permitindo que até 5% da matéria total de um produto de pão.
As sementes de Chia pode ser adicionado a outros alimentos como  cereais matinais , barras energéticas , iogurtes , feitos em uma gelatina como substância ou consumidos crus.

Estudos preliminares

Um estudo piloto constatou que 10 semanas a ingestão de 25 gramas por dia de moagem de sementes de chia, em comparação com sementes intactas, produziram níveis mais elevados no sangue de ácido alfa-linolênico e ácido eicosapentaenóico , um ômega-3 de cadeia longa de ácidos graxos considerado bom para o coração.

fonte: Wikipedia

Saiba mais sobre agricultura

A Araucária


Araucária - Bonita e particular que chega a caracterizar as regiões em que nasce. Além de tudo isso suas sementes são consumidas desde tempos remotos, conhecidas por pinhão. Industrialmente os usos mais importantes ficam para a produção de papel e celulose.
0 pinheiro brasileiro ou pinheiro do Paraná pertence família Araucariacea, da ordem das Coniferalis. É uma árvore alta que pode alcançar de 20 a 50m de altura, com 0,50 a 2 m de diâmetro, com casca grossa e resinosa de ate 15 cm. E a mais importante essência florestal na economia madeireira do Sul do Pais, provocando por muito tempo sua exploração indiscriminada desde o inicio do século. Hoje a reposição dessas florestas encontra-se num estágio bem avançado, formando agrupamentos densos em regiões dos Estados do Sul do Brasil, ou em cidades como Campos do Jordão em São Paulo, além do Sul de Minas. Fora o cultivo para exploração da madeira, o pinheiro é plantado em parques e avenidas para ornamentação.
A araucária é uma árvore que depois de decorar as paisagens desafia seus cultivadores a usufruir de todas as suas utilidades.

AJUDANTES NATURAIS
Deixando suas terras desprotegidas e improdutivas você corre um risco maior de ter prejuízos. Plantar árvores vigorosas em terras ainda não aproveitadas por culturas intensivas node servir como um seguro contra erosões, por exemplo. O único trabalho será instalar essas árvores, como a araucária, num começo de plantação. Depois toda ela se manterá por si mesma, inclusive sem dificuldade de propagação. É que esse serviço pode ser leito pelos animais nativos. Dois exemplos são a gralha azul e os esquilos, muito frequentes nas plantações de araucária.
A gralha azul (Cyanocora coerulea Viellot), procurando alimentar-se do pinhão, acaba por carregar e derrubar um ou outro para áreas ensolaradas, onde pode então se desenvolver.

Os esquilos (Tamiasciurus sp) são mais sofisticados. Carregando as pinhas para longe, chegam até, para protegê-las, a enterrá-las. 0 que significa que as sementes foram plantadas, já que os esquilos esquecem uma grande parte delas.

sexta-feira, 16 de agosto de 2013

Freios e Bridões para cavalos

Freios e bridões são equipamentos que estão no grupo das embocaduras.
Na história há evidências que esses dispositivos eram feitos de osso, chifre, madeira dura, ou corda.
Pedaços de metal foram utilizados pela primeira vez entre 1300 e 1200 aC.
Originalmente eram feito de bronze.
Hoje, o material mais usado é o aço inoxidável.
No entanto, o cobre, e o aço laminado a frio, também são combinados em alguns para induzir a salivação na boca do cavalo.
Todavia, materiais mais baratos, como o níquel, também são utilizados.
Alguns fabricantes também usam borracha ou plástico misturado com os metais.

Veja aqui modelos de Freios e Bridões e quando e como utilizar.

sexta-feira, 2 de agosto de 2013

Como proteger o planeta



Para proteger o nosso planeta, já não basta mais apenas reciclar o seu lixo ou usar com respeito e equilíbrio os recursos naturais. As roupas que você usa podem ser uma nova e boa maneira de salvar a Terra.

Várias grifes já incluíram em suas coleções a chamada onda ecofashion. Nesse segmento, as as roupas produzidas com material reciclável (como a garrafa PET) são o carro-chefe, mas não a única maneira de produzir pensando no bem estar do planeta.

Veja os principais materiais alternativos para entrar na moda sem agredir o meio ambiente:

Algodão orgânico
É cultivado sem o uso de pesticidas, fertilizantes químicos e reguladores do crescimento. Para ser 100% orgânico, no processo de tingimento devem ser usados pigmentos naturais.

Fibra de bambu
Planta de crescimento rápido, o que significa que é altamente renovável. Se reproduz em abundância sem o uso de pesticidas e fertilizantes. Sua fibra é naturalmente antibactericida, biodegradável e extremamente macia. Tem característica termodinâmica, deixa a peça fresca no verão e mais quente no inverno.

Garrafas PET
O plástico reciclado é transformado em fibras que produzem um tecido forte, mas macio. Em geral, elas são combinadas com algodão, que dá um toque ainda mais confortável.

Juta
Com aparência semelhante a do linho, é plantada na região amazônica, sem nenhum impacto ambiental. É preciso apenas água para o seu cultivo, sem a necessidade do uso de agrotóxicos. Além disso é biodegradável.

O TENCEL® é uma fibra de celulose feita a partir da polpa de madeira, um recurso natural e renovável que é retirado de florestas gerenciadas e auto-sustentáveis.Diferentemente das lavouras de algodão, a cultura da polpa requer usos limitados de pesticidas e herbicidas. E as árvores usadas para a polpa produzem sete vezes mais celulose por hectare do que o algodão.

Os fornecedores de polpa para TENCEL® exercem a administração responsável de floresta e são credenciados por associações tais como a Sustainable Forestry Initiative, SFI.

A sinergia entre a natureza e a tecnologia é mais impressioante no processo de fabricação do TENCEL®, através do uso de solvente em "ciclo fechado". Um solvente não-tóxico de óxido de amina dissolve a polpa de madeira em uma solução viscosa que é filtrada e, em seguida, extrudada e lavada para remover o solvente.

Os resíduos são insignificantes - mais de 99,9% do solvente é reciclado. O processo de produção do TENCEL® é, inerentemente, muito mais limpo do que o da viscose, reduzindo significativamente as emissões e consumindo menos energia.

A TENCEL® produz suas fibras satisfazendo as condições rigorosas estabelecidas pelo padrão ISO 14001 de gerenciamento ambiental.

saiba mais sobre ecologia