quinta-feira, 27 de junho de 2013

Adestrar cães de guarda

   Escolhidos por seu porte, raça e pelas próprias características hereditárias, os cães de guarda pertencem à chamada elite entre os da espécie. Treinar estes cães é um desafio cuidadoso e que exige muita atenção por parte de qualquer pessoa, já que além do controle total sobre o animal, o treinador deve ter muita autoconfiança e pleno controle de sua vontade.
Os cães preferidos para o serviço de guarda pertencem às raças raça Pastor Alemão, Dobermann, Rottweiller, Fila Brasileiro e Boxer. Por causa de sua inteligência e força aprendem rapidamente as orientações e são muito obedientes.
O treinamento de um cão de guarda apenas estará terminado quando houver a total e perfeita assimilação de obediência, apuração de sentidos e instintos e total controle do cão pelo treinador. Isto tudo leva, geralmente, de 3 a 4 meses em um treino doméstico, porém, estas datas são flexíveis de acordo com o aproveitamento do animal. 

Um correto adestramento faz com que toda capacidade natural do cão seja utilizada com mais eficiência.

quarta-feira, 26 de junho de 2013

Hidroponia

A hidroponia é uma técnica avançada de produção bastante utilizada nos países desenvolvidos. Nela há o cultivo de plantas sem solo, as raízes ficam suspensas e recebem uma solução com os nutrientes para o desenvolvimento da planta.
Além de oferecer um produto de ótima qualidade, com este sistema elimina-se a aração da terra, o feitio de covas para o plantio, as capinas e também a incorporação de adubos no solo. Isso diminui a mão de obra e consequentemente há uma redução no custo de produção. Outra vantagem é a diminuição no gasto com agrotóxicos. Em geral, os preços alcançados com produtos hidropônicos são maiores.

Só para ter uma ideia, em uma hidroestufa de 2m x 20m (40m2), cultivando alface em perfis hidropônicos, é possível a colheita de 640 pés a cada 15 dias. Em termos de culturas, existe um grande mercado em potencial, a alface conquista novos espaços a cada dia, a hortelã, está no mesmo caminho, com restaurantes, indústrias de alimentos e farmacêuticas, sendo compradores em potencial.

sexta-feira, 21 de junho de 2013

Peixes em Tanque Rede

Tanques-rede são estruturas flutuantes, delimitadas por telas de aço, revestida de PVC, como uma gaiola, que permite confinar os peixes no seu interior. Normalmente, essas estruturas são construídas com canos de PVC , vergalhões ou tela de poliéster. Para flutuar utilizam-se galões plásticos ou tubos de PVC de maior diâmetro. A espécie mais utilizada na produção de peixes em tanque-rede é a Tilápia do Nilo. Outra espécie que vem sendo utilizada é o Pacu. Para águas com temperaturas acima de 25 graus e com um bom manejo as tilápias atingem 600 gramas de peso vivo em cinco meses. Já o pacu atinge 800 gramas por volta dos doze meses em média. O retorno do investimento ocorre no período de 30 meses em média, quando se consegue as seguintes produtividades: Tilápia - 120 kg por metro cúbico Pacu - 40 Kg por metro cúbico.

 Saiba mais sobre esse assunto