quarta-feira, 27 de março de 2013

Criação de galinhas caipiras


A criação de galinhas caipiras é uma atividade cujo mercado é muito promissor, uma vez que, comumente, a oferta desse produto é menor do que a demanda. É uma alternativa que tanto pode complementar a renda de um pequeno produtor, como ser um negócio para um grande produtor rural. Sua comercialização pode ser feita de modo direto (produtor-consumidor), ou com no máximo, um intermediário, tornando compensadores e bastante atrativos os preços dos produtos para o produtor.

Tradicionalmente, as criações domésticas de galinha caipira eram feitas nas unidades agrícolas familiares, em forma de exploração extensiva, onde não existiam instalações, prática de reprodução, nutrição e manejos sanitários.

Atualmente a criação de galinha caipira possui um sistema muito prático e conhecido que é o “semi-confinamento” ou “frango feliz”, uma técnica onde os frangos são criados remetendo a maneira antiga de forma extensiva, no entanto, possuem controle quanto aos aspectos sanitários, controle nutricional e de reprodução. Nesta forma de criação existe um aviário que abriga as aves e um piquete onde podem siscar, pastejar e ficar à sombra, ou seja, um sistema onde o conforto animal é respeitado gerando assim carne e ovos de maior qualidade.

Veja o vídeo que indicamos sobre este sistema de criação:

terça-feira, 26 de março de 2013

Apicultura - Um negócio com mercado garantido e crescente



A apicultura é hoje um dos bons negócios existentes, pois o mercado tanto interno quanto externo esta aquecido, e tende a ficar assim por um bom tempo... Não porque desejamos, mas sim porque o Brasil reúne todas as condições para ter uma produção igual ou superior aos maiores produtores mundiais. Temos matas nativas e plantações das mais diversas que podem garantir a produção de mel e outros produtos da melhor qualidade, como por exemplo, a produção de mel orgânico.


Uma colméia de abelhas apis mellifera possui:
1 rainha
400 zangões
60 a 80 mil operárias


Boas plantas melíferas
- Bananeiras
- Amor-agarradinho
- Girassol
- Uva-do-Japão
- Milho
- Laranjeiras
- Cambará e assa-Peixe
- Catuaba
- Eucalipto



E produz:
- Mel
- Própolis
- Pólen
- Geléia real
- Cera
- Apitoxina

segunda-feira, 25 de março de 2013

Parasitas em gado de corte


O setor de pecuária no Brasil vive um momento de otimismo devido a grande demanda de exportação de carne. E ao mesmo tempo em que se tem perspectiva de crescimento no setor também aumentam as ameaças sanitárias. Neste sentido podemos perceber que os parasitas trazem enormes prejuízos ás criações. Os animais atingidos tornam-se fracos, irritados, magros e sem apetite, podendo até morrer quando estão abrigando em seu corpo parasitas como bernes, carrapatos, moscas, e outros. As parasitoses prejudicam a sanidade dos rebanhos, a produção de leite e a lucratividade do produtor.
Saiba mais sobre este assunto
A melhor maneira de evitar aborrecimentos neste sentido e com um bom sistema de prevenção. Uma boa maneira de prevenir as parasitoses é  oferecer uma boa alimentação, bem balanceada e altamente nutritiva aos animais. Quando bem alimentados ficam menos suscetíveis á doenças e resistem melhor ao tratamento caso sejam atacados. Deve-se prestar atenção quanto a higiene das instalações e manter um controle de inspeção frequente nestes locais. As pastagens devem ser planejadas para que haja rotação, evitando assim superpovoamento da área, o que contribui para a proliferação das parasitoses. A administração de vermífugos e banhos com remédios específicos também pode ser considerada uma forma de prevenção muito eficaz.